Uma recente pesquisa afirmou que as pessoas que aderem à dieta mediterrânea possuem maior esperança e qualidade de vida quando comparadas a demais europeus que não seguem a dieta. Mas, afinal, o que é a dieta mediterrânea e de onde ela surgiu?

Na realidade, a dieta Mediterrânea é muito mais do que uma simples dieta, mas se trata de um estilo de vida que inclui hábitos alimentares, de convivência e muito mais.

Dieta Mediterrânea

E de onde a dieta vem? A dieta foi criada nos países banhados pela dieta Mediterrânea, mesmo considerando que os hábitos podem ser diferentes conforme os dogmas e crenças de cada país. Mas, de uma forma geral, a dieta foi tão aceita em todo o mundo por conta dos índices de morte por câncer ou doenças no coração nesses países, que são bem inferiores quando consideramos a média mundial.

O principal segredo

Um estudo realizado por cientistas britânicos chegou ao segredo de como é que a dieta é tão saudável: a combinação entre salada de folhas vegetais ou verdes com o azeite de oliva é o principal motivo para fazer que a dieta seja assim tão bem aceita.

Um deles, rico em gorduras insaturadas, e o outro que é rico em nitrato, são responsáveis pela formação de ácidos graxos, que são essenciais para baixar a própria pressão arterial, diminuindo e muito os riscos de doenças cardiovasculares e outras complicações como a hipertensão.

Entre os componentes que podem fazer a diferença juntamente com as folhas verdes e o azeite de oliva, podemos destacar frutas frescas, nozes, peixe ou frango, muitos vegetais, fibras e demais cereais.

Para os cientistas, o estudo foi baseado no fato de que não se sabia ainda o que fazia da dieta tão, mas tão saudável, até que as folhas verdes com o azeite de oliva foram positivamente desmascaradas.

Quer começar a sua própria dieta mediterrânea? Aqui vão algumas dicas:

Em primeiro plano, lembre-se sempre da combinação de óleo ou azeite de oliva com as folhas verdes. Para complementar, não se esqueça de adicionar amêndoas, nozes e abacate.

Parte da dieta diz que é essencial o consumo de pelo menos cinco diferentes porções por dia de vegetais e/ou frutas. Além disso, o peixe também deve fazer parte da dieta duas vezes em cada semana, para que o organismo possa absorver a principal substância do peixe: o ômega 3.

É claro que a atividade física também não estaria de fora: para que a dieta mediterrânea seja adotada de forma integral, praticar exercícios físicos por pelo menos 30 minutos, no mínimo três vezes por semana também é ideal e faz parte da dieta para que os resultados tanto saudáveis quanto físicos comecem a aparecer. O descanso também faz parte da dieta mediterrânea, e para finalizar os ensinamentos, você deve também ter pelo menos um dia de sossego com os seus amigos e familiares.

Para não prejudicar a dieta, o ideal é que você não fume, não coma demais e não exagera nas quantidades de sal e álcool. Além disso, não dirigir em alta velocidade também não é adequado.

Veja mais receitas deliciosas nos

Mundo Gourmet

Outras receitas que você vai adorar:

Receba GRÁTIS receitas no seu email:  

1 comentário para “O segredo da dieta Mediterrânea”

  1. Edylene Reis 29/4/2015

    Gostei da receita. Obrigada

Deixe o seu comentário